Arquivo de tag mestre de rpg

A maior festa do RPG nacional vai começar: Dia Nacional do RPG!

 

Resultado de imagem para douglas quinta reis

          Douglas Quinta Reis

Está chegando a hora de os RPGistas do Brasil inteiro celebrar o Dia Nacional do RPG, dia que promete ser a maior festa do RPG Nacional desde quando ele chegou no Brasil.

E por falar em chegada ao Brasil, não poderíamos deixar de destacar a principal motivação para criação dessa data: A homenagem a Douglas Quinta Reis, o grande responsável pelas primeiras publicações de RPG aqui no nosso país. Douglas faleceu em outubro do ano passado, aos 63 anos, mas deixou um legado incrível. Graças ao seu trabalho, muitas pessoas tiveram a oportunidade de começar a jogar RPG.

Nada mais justo que o dia 24 de Fevereiro (dia de seu nascimento), fosse a data escolhida para essa celebração.

Como a ideia começou?

Após o falecimento de Douglas, Jaime Daniel Rodrígues, um nome já conhecido na cena RPGística nacional por participar diretamente de iniciativas importantíssimas como o Encontro Internacional de RPG e os Simpósios de RPG e Educação, deu o pontapé inicial para criar o Dia Nacional do RPG, e prontamente seu chamado foi atendido por diversos grupos, lojas e editoras.

A ideia é organizar atividades relacionadas ao RPG nesse dia 24 de Fevereiro, de forma que RPGistas do Brasil inteiro possam estar envolvidos, e que nesse dia, cada pessoa poste fotos de sua mesa ou de seu evento nas redes sociais usando a hashtag #DiaNacionaDoRPG.

Essa data com certeza é muito importante para a promoção do hobby. É hora de vestir a camisa e prestigiar os eventos que estão rolando na sua cidade, ou mesmo convidar amigos para se reunir na sua casa, e matar a saudade das incríveis aventuras de RPG que viveram juntos!

Participação do Covil do RPG

Nós do Covil não poderíamos ficar de fora dessa grande festa! Estaremos organizando nosso Dia Nacional do RPG no Shopping Benfica (tradicionalmente, local dos nossos encontros), onde teremos uma variedade de mesas para veteranos e iniciantes, e o sorteio de um exemplar do RPG “A Bandeira do Elefante e da Arara”.

Nosso evento vai de 14h às 19h. É só chegar pra jogar!

Segue a lista de mesas que o Covil irá promover:


Informações importantes

Site oficial do evento: www.dianacionaldorpg.com.br/

Evento no Facebook: www.facebook.com/events/168680057105372/

Dia Nacional do RPG no Covil: https://www.facebook.com/events/1802640810040317/


Por: Fernando Machado

A importância de um grupo ou evento de RPG voltado para mulheres

Sabemos que no Brasil há alguns grupos e eventos de RPG voltado para mulheres que vem ganhando nome ao longo dos últimos anos, sabemos também que esses grupos lutam por uma causa que ainda hoje não é aceita por todos, a causa feminista. O que muitos não sabem é; para que esses grupos/eventos existem? É só pelo feminismo? Para ganhar nome? Ou seria uma forma das mulheres dominarem o mundo e serem melhores que os homens?

Falando assim, parece que somos vilãs de um quadrinho qualquer. Mas a questão é totalmente contrária, somos vítimas de uma sociedade machista que em muitos anos nos colocou para escanteio e que infelizmente ainda nos coloca. No meio geek/nerd e principalmente no RPG o machismo é violento conforme as regras. Exemplos disso é que nos jogos online as meninas usam um codinome masculino para não receberem assédio, nem agressão verbal dentro do jogo, ou a cosplayer que é tocada de forma abusiva porque está com uma roupa mais sensual, e no RPG não seria diferente, ouvimos discursos como: “mas aqui é rpg medieval, então eu vou estuprar seu personagem, é normal isso acontecer”, “temos que salvar a princesa”, “você é burra, fraca…”. O mestre cria situações em que a personagem use poucas roupas, ou dá XP porque é mulher, a casos mais extremos onde o jogador expõe a jogadora em um nível constrangedor e totalmente abusivo perante aos demais jogadores.

Por esses e muitos outros motivos, o feminismo se faz presente e, principalmente os grupos e eventos voltados para mulheres existem. Não é segregação, mas sim para que criemos um ambiente confortável e aceitável para todxs. Ao contrário do machismo, o feminismo prega a igualdade. Continuamos nos divertindo com os homens e os respeitando como cidadãos, e assim lutamos para que seja com as mulheres, crianças, idosos…

Pensando nisso, criamos um evento onde as mulheres possam jogar e narrar a vontade, comandar boardgames, cardgames, estar a frente da organização de um evento de RPG, poder compartilhar de suas experiências com outras pessoas, e que essas mulheres possam ser ouvidas por quem acha que no RPG não há machismo. O Covil Delas é um evento de mulheres para todxs, que ganhou muita força desde o ano passado, aumentamos o número de narradoras que antes não tinha, acolhemos aquelas que sofreram ataques machistas, mudamos a cada dia a visão de mulheres que não se acham capaz de jogar ou narrar um RPG. Percebemos que ao longo de quase 2 anos de Covil Delas, o RPG em Fortaleza tem ganhado força e o Covil do RPG tem ganhado destaque como um grupo diversificado, não só com as mulheres, mas com as crianças, a comunidade LGBT… Ou seja, nessa aventura, todxs ganham.