Ideias para PSI*RUN baseadas em séries

Você é uma daquelas pessoas que gostam de jogar um RPG que te permite explorar mundos diferentes e diversas possibilidades usando apenas um livro simples? E se esse RPG envolver fuga, investigação e poderes psíquicos? Te apresento PSI*RUN, um jogo onde você pode ser quem você quiser, estar onde você menos imaginar e com apenas dois objetivos: fugir e desvendar os mistérios do seu passado.

Resultado de imagem para psi run

 

Aqui você assume um personagem que acorda num lugar determinado pelo MJ (Mestre do Jogo), ou talvez nem lembre como adquiriu tais poderes psíquicos, mas sabe que alguém o persegue e tem que fugir a todo custo.

O jogo foi escrito por Chris Moore e Michael Linger, traduzido e publicado aqui no Brasil pela Secular Games.

 

IDEIAS PARA AVENTURAS DO PSI*RUN

Pensando na dinâmica do jogo separamos algumas ideias adaptadas de filmes, séries e até jogos online que todo mundo conhece, e que ficaria divertido na versão PSI*RUN para você que pretende narrar uma sessão desse jogo.

P.S.: As ideias a seguir podem conter spoiler por serem inspiradas nos filmes e séries.

 

1. BLACK MIRROR – WHITE BEAR

“No episódio, uma mulher acorda amarrada em uma cadeira com a foto de uma criança. Desnorteada, ela sai em busca de ajuda e respostas para o que está acontecendo, mas encontra pessoas hipnotizadas por uma câmera de celular, filmando cada passo seu, enquanto caçadores tentam tirar sua vida.” Imagem relacionada

Adaptando para o PSI*RUN, a cena se passa em uma casa abandonada e afastada do resto da cidade onde os jogadores assumem personagens com poderes psíquicos, mas por algum motivo ainda desconhecido eles não se lembram de como foram parar nessa casa, o que estavam fazendo, porque tem caçadores os perseguindo e pessoas tirando fotos.

A ideia para que o jogo fique o mais parecido possível com o episódio de Black Mirror (se você ainda não assistiu, já aviso que pode conter spoilers), é que ao descobrir os poderes psíquicos, os jogadores abusaram de uma forma que matou muita gente, deixando a população e as autoridades bastante revoltadas.

Como forma de punição, os jogadores (personagens) estão condenados a sofrer a mesma punição todos os dias de sua vida, e seu sofrimento filmado, consumido, fotografado, compartilhado. Eles serão expostos, torturados e humilhados todos os dias sem que se lembrem de nada, pois assim que descobrem, os caçadores terão injetado um líquido que causa amnésia.

O objetivo então será: os jogadores precisam descobrir a tempo tudo que esqueceram e fugir dos caçadores.

 

2. SENSE8

“Após um evento peculiar, oito pessoas que não se conhecem ficam interligadas mentalmente e precisam lidar com os perigos de suas novas vidas. Um disparo. Uma morte. Um instante no tempo em que oito mentes em seis continentes são interligadas para sempre. Oito pessoas vivem suas vidas, segredos e ameaças como uma. São pessoas comuns, renascidas com um mesmo inimigo e destino.”

Resultado de imagem para sense8Adaptando para o PSI*RUN, dependendo da quantidade de jogadores, podem ser 2, 4 ou 6 personagens conectados pela mente (consciência), porém cada um terá um poder psíquico especial. Cada jogador será nativo de um país diferente e descobriram que podem se conectar, mas não sabem o porquê.

Como eles podem se conectar?

1 — Você transporta sua consciência até aonde a outra pessoa está, e “aparece para ela” ou…

2 — Você incorpora sua consciência na outra pessoa, usando suas habilidades, como por exemplo: um exímio motorista assume o corpo de uma personagem que não sabe dirigir.

A ideia para que o jogo fique mais parecido possível com a série é que os personagens viviam suas vidas normais (um policial, uma DJ, uma farmacêutica…) até que cada um recebe a visita de Jonas, um Sensate mais antigo de uma outra era de sensates, que avisa do perigo que estão correndo, precisam urgentemente se encontrarem e fazendo a linha mestre dos magos, desaparece. Aos poucos, cada personagem se conecta e descobrem que existe um caçador chamado Whispers que faz parte de uma empresa conspiradora e que pretende caçar cada um dos sensates.

O objetivo será: descobrir todos os poderes e habilidades, o que há por trás dessa empresa, e claro, fugir.

 

3. STRANGER THINGS/ IT

“Stranger Things se inicia mostrando 4 amigos inseparáveis numa partida noturna de D&D. Logo após a diversão, ao voltar para casa, Will (um dos garotos) cruza com uma criatura bizarra em uma estrada escura. Atordoado pela visão assombrosa ele tenta se proteger buscando refúgio em sua casa. Mas a coisa continua a persegui-lo e em meio a gritos ele desaparece sem deixar vestígios.”Resultado de imagem para stranger things

Adaptando para Psi*run, teremos os personagens (dependendo da quantidade de jogadores) crianças que possuem poderes psíquicos e essa é a causa para que o Demogorgon tenha pego Will (ele será um personagem do MJ), ele se alimenta dos poderes psíquicos. Mas até os personagens descobrirem que possuem poderes e o porquê o Demogorgon raptou seu amigo, surgirá a Eleven (estará à disposição da escolha dos jogadores ou pode virar um personagem do MJ caso ninguém a tenha escolhido), uma garota que tem consciência de possuir poderes psíquicos e saber usá-los. Ela dirá aos demais jogadores que Will fora raptado pelo Demogorgon pelo mesmo se alimentar de seus poderes, que todos também possuem e precisam fugir.

O objetivo será: descobrir os poderes, usá-los para tentar salvar Will e fugir.

“IT segue a mesma linha do Stranger Things (ou melhor, Stranger Things foi inspirado no IT), mas aqui são 7 garotos que descobrem A COISA ou Pennywise, um ser maligno que se materializa em forma de palhaço para expor os maiores medos das crianças e então se alimentar de seus medos. Após um assassinato terrível envolvendo Georgie Debrough, Bill Deborugh (seu irmão) passa a cada dia ter mais certeza de que essa morte tem dedo de Pennywise, as demais crianças se unem a ele para derrotar ‘a coisa’.”

Adaptando para PSI*RUN teremos os personagens (dependendo da quantidade de jogadores) crianças que possuem poderes psíquicos e essa é a causa para que Pennywise tenha matado George, ele se alimentou dos poderes psíquicos que o garoto tinha.

A ideia para que o jogo fique mais parecido possível com o filme é que um dos personagens (o irmão do George) juntamente com seus amigos, descobrem o assassino de seu irmão, e coincidentemente a criatura é vista em sonhos das crianças, visões… Afim de obter respostas e descobrir quem de fato é Pennywise, os personagens vão descobrindo seus poderes psíquicos, como usá-los para confrontar A COISA, mas claro, que assim como no filme, A COISA não morre mas ressurge a cada 27 anos, então a única solução é fugir.

Objetivo: descobrir os poderes, descobrir sobre a ligação dos personagens com A COISA e fugir.

 

4. AMERICAN HORROR STORY – COVEN

“Coven conta a secreta história de bruxas e bruxaria na América. Mais de 300 anos se passaram desde os tempos turbulentos dos julgamentos das bruxas de Salem e aquelas que conseguiram escapar agora estão enfrentando a extinção. Têm sido feitos misteriosos ataques contra a sua espécie e as garotas estão sendo enviadas para uma escola especial em New Orleans para aprenderem a se proteger. No meio desse tumulto, está a recém-chegada, Zoe, que guarda um terrível segredo de si mesma. Alarmada com o recente ataque, Fiona a muito ausente Suprema, volta para a cidade determinada em proteger O Coven, sem se preocupar em dizimar qualquer um que fica em seu caminho. “

Adaptando para PSI*RUN, os jogadores assumem personagens bruxas, pertencentes às famílias de sobreviventes das bruxas de Salem, cada uma com seu poder psíquico mas sem saber muito bem porque foram enviadas à Acadêmia para Excepcionais Jovens Garotas da Madame Robichaux.

Resultado de imagem para american horror story 3 temporada

A ideia para que o jogo fique mais parecido possível com a série é que as personagens passaram de suas vidas normais para aprendizes de bruxaria, após acontecimentos estranhos, como uma jovem garota em um momento de raiva com o namorado usa seu poder psíquico para mover um espelho e se chocar contra seu namorado, ou a jovem garota que assava um bolo saboroso e acabou se descontrolando pondo fogo na casa inteira. Seus pais as mandaram para a Acadêmia para Excepcionais Jovens Garotas da Madame Robichaux. O que elas não contavam era com a perseguição de Madame LaLaurie, uma dama da mais alta sociedade do século XVII viúva de um dos maiores caçadores das bruxas de Salem e que na época foi assassinado por Marie Laveau, conhecida por praticar vodu nos EUA. Na época Delphine LaLaurie torturou, mutilou e matou dezenas de escravos em seu porão. Como punição por ter transformado seu namorado em um Minotauro, Marie, a rainha vodu, mata a família de LaLaurie e a concede vida eterna para que sofra para sempre dentro de um caixão enterrado em seu quintal. Muitos anos depois LaLaurie consegue sair do caixão e promete a si mesma, que se vingará de todas as bruxas que ainda restam no mundo.

Objetivo: Descobrir os poderes, quem as persegue, toda a história por trás disso e fugir.

 

5. LIFE IS STRANGE

“No jogo, somos Max Caulfield, uma nerd, hispter e aspirante à fotógrafa (e como isso soa nada original) que descobre um poder de voltar no tempo e alterar o destino. Ao se envolver com uma série de acontecimentos macabros, violentos, sentimentais e meio inexplicáveis, o superpoder vai sendo cada vez mais requisitado e você vai jogar com ela para resolver a história.”

Adaptando para PSI*RUN os jogadores assumirão personagens que podem voltar no tempo, mas claro, cada um com um poder especial. Um laboratório de tecnologia tomou conhecimento dos poderes dos personagens e querem raptá-los afim de descobrir a fórmula para voltar no tempo.Resultado de imagem para life us strange

A ideia para que o jogo fique mais parecido possível com o “Life is Strange” é que os jogadores serão alunos de uma escola qualquer, durante o intervalo os personagens se depararão com uma cena muito forte, um dos alunos atira em uma garota. Tomados pelo susto e pela emoção de ver um assassinato, juntos acabam se conectando mentalmente e voltando no tempo, só aí descobrem que podem reverter essa situação e outras que virão durante a aventura. Só não sabem que cada vez que voltam no tempo, causam um efeito na cidade e claro, isso chama atenção dos perseguidores.

Objetivo: Voltar no tempo afim de reverter qualquer dano, descobrir como adquiriram esses poderes e fugir.

 

6. CAÇA FANTASMAS 

“O filme conta a história de três doutores universitários que, após a universidade em que trabalham cortar sua verba para pesquisa de fenômenos paranormais, decidem montar o próprio negócio: uma agência caçadora de fantasmas. O momento é bastante oportuno: estranhos fenômenos começam a acontecer pela cidade de Nova York, e se antes eram piadas perante a sociedade, com o tempo passaram a ser essenciais para o dia-a-dia funcionar.”

Resultado de imagem para fantasmas do caça fantasmas

Adaptando para PSI*RUN os personagens assumem os papeis de fantasmas que possuem poderes psíquicos. No mundo dos vivos, espíritos que vagam por aí usando esses poderes, são seres demoníacos que precisam ser exterminados, mas para os fantasmas, eles só querem curtir a não vida, pregando algumas peças nos humanos. O problema é que os perseguidores (caça fantasmas) não estão para brincadeira e é preciso fugir deles.

A ideia para que o jogo fique mais parecido possível com o filme é que os personagens fantasmas eram seres humanos que viviam uma vida normal quando perderam suas vidas e consequentemente perderam um pouco a memória da vida na terra, mas em compensação ganharam poderes que lhes permitem fazerem o que quiserem, porém a cada vez que os usam os caça fantasmas detectam em seu aparelho medidor de espíritos, e ficam cada vez mais pertos de capturar os fantasmas.

Objetivo: Descobrir quem eram em suas vidas passadas e fugir dos caça fantasmas.

 

Alguns poderes psíquicos que podem ser usados nas aventuras

Teletransporte: Capaz de se mover de um lugar a outro apenas com a mente.

Clarividência: Capaz de se comunicar com o mundo espiritual.

Telepatia: Capacidade de ler a mente.

Precognição: Capacidade de prever o futuro.

Simulcognição: Tem o conhecimento da realidade presente.

Radiestesia: Sensibilidade a determinadas radiações, como energias emitidas por seres vivos e elementos da natureza.

Psicometria: Capacidade de ler impressões e recordações pelo contato com objetos.

Retrocognição – Fenômeno parapsíquico espontâneo ou induzido no qual o indivíduo lembraria espontaneamente de lugares, fatos ou pessoas relativas a experiências passadas, sejam elas vidas ou períodos entre vidas.

 


Por: Camila Gouveia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *